As camisas “Chaves e Chapolim” do América do México são criação de um brasileiro – e nós falamos com ele

0 382

Publicidade

Quase todo mundo ficou triste com a notícia da morte de Roberto Gomes Bolanõs neste sábado. O humorista mexicano tinha 85 anos, e ficou famoso na América Latina pela criação de personagens conhecidos no Brasil como Chaves e Chapolim Colorado.

10806439_984507668229249_147079764987472330_nMas entre os milhões de fãs do Chespirito, muita gente aproveitou o luto e fez homenagens bonitas – em frases, fotos, ilustrações… O futebol, é claro, não escapou – e é aí que entra este texto.

Em meio às várias referências que ligam a filmografia de Chespirito ao futebol, surgiu no Twitter uma sugestão de camisa para o América do México, baseada nos figurinos de Chaves e de Chapolim.

O que talvez você não sabe é que os mockups (projetos de camisas) foram criados por um brasileiro: Marcelo Morato, mineiro de Ipatinga, e que até já cedeu um texto para o Última Divisão. Em entrevista ao UD, Morato diz que não esperava a repercussão da homenagem, mas contou que torce para que o América ouça os pedidos de fãs de vários países que torcem pela adoção dos projetos.

“Seria surreal. Até agora não se manifestaram, tem um monte de gente tuitando para eles nesse sentido”, disse Morato, que começou a fazer mockups há cerca de dois meses, de brincadeira. “As outras que fiz não tiveram muito alcance. Mas é que essa atingiu gente que não gosta de futebol também, eu acho”, avaliou.

Aqui no Última Divisão, a gente endossa a campanha e torce para que o América adote as camisas – até porque, neste sábado, o time já homenageou Chespirito ao entrar no gramado para a partida contra o Pumas.

Confira a entrevista de Marcelo Morato:

Última Divisão – Quanto tempo você levou para fazer as imagens?

Mockups de Marcelo para Cruzeiro e Atlético-MG
Mockups de Marcelo para Cruzeiro e Atlético-MG

Marcelo Morato – Não leva muito tempo porque existem templates – modelos, saca? Mas eu sempre tento criar em cima do modelo, para que seja algo meu. Essas aí foram por volta de uma hora cada. Mas se eu soubesse que iam bombar, teria experimentado mais.

Última Divisão – Faz tempo que você faz mockups?

Marcelo Morato – Não, faz tipo um ou dois meses.

Última Divisão – Você ficou surpreso com a recepção que a ideia teve nas redes sociais?

Marcelo Morato – Sim, até porque as outras que fiz não tiveram muito alcance. Mas é que essa atingiu gente que não gosta de futebol também, eu acho. Não faço para ganhar retweet, mas fiquei grato que as pessoas tenham gostado.

Mockup para o Corinthians, inspirada na camisa do Corinthian-Casuals
Mockup para o Corinthians, inspirada na camisa do Corinthian-Casuals

Última Divisão – Imagino que você curtisse o Chaves, né?

Marcelo Morato – Muito, cara. Ontem (sexta-feira) eu dormi um pouco no fim da tarde; aí acordei, e a primeira coisa que li foi sobre o falecimento dele. Fiquei meio atônito, não consegui dormir, fiquei vendo SBT e dai me ocorreu. Fiz (os mockups) de madrugada.

Última Divisão – Você imagina, mais para frente, fazer mais camisas com essas referencias pop, extrafutebol? Tipo aqueles uniformes do goleiro (Pablo Aurrecochea) no Paraguai…

Marcelo Morato – Se você vir as outras que fiz, sempre tem algo do tipo. É muito difícil fazer uma coisa criativa, parece que tudo já foi feito. Fiz uma camisa do Bahia com fitinhas do Senhor do Bonfim, e me falaram que o Bahia já fez uma com esta ideia. Então eu vou criar de acordo com o que me ocorrer.

(Interessou? Você pode acompanhar os mockups de Marcelo Morato pelo Twitter)

Você pode gostar também
Comentários
Carregando...