Antes de ser Real Brasília, o Real Brasília já disputou a Copa do Brasil

Imagem: Eduardo Ronque/Real Brasília
333

Nós, do Última Divisão, lançamos um conteúdo para falar da Copa do Brasil de 2021 sob um olhar específico: os clubes que disputam a competição pela primeira vez. E muita gente nos comentários estranhou a ausência do Real Brasília na lista dos novatos.

De fato, o Real Brasília não entrou na relação, e a gente explica o porquê.

A participação do Real Brasília na Copa do Brasil é a primeira do clube com este nome, adotado em 2020. No entanto, com nomes anteriores, o time já participou do torneio.

Publicidade

Leia mais:

Fundado em 22 de fevereiro de 1996 como Esporte Clube Dom Pedro II, o clube foi vice-campeão brasiliense em 1999, perdendo o título metropolitano para o Gama. Ainda assim, os dois clubes disputaram a Copa do Brasil de 2000. E o Dom Pedro acabou eliminado na segunda fase diante da Ponte Preta.

Desde então, o clube mudou de nome algumas vezes. Virou Esporte Clube Dom Pedro Bandeirante em 2009, Real Futebol Clube em 2016 e Real Brasília Futebol Clube. O próprio site da equipe cita as mudanças mais recentes e a justificativa.

Para falar sobre a história do Real Brasília temos que voltar no tempo para lembrar do Esporte Clube Dom Pedro Bandeirante, conhecido como o time dos Bombeiros e, que sob o comando do presidente do Real, Luís Felipe Belmonte, foi campeão da Segunda Divisão do campeonato candango em 2016. Após a conquista do acesso à primeira divisão do campeonato brasiliense, houve a mudança no nome, escudo e cores do clube. Com o intuito de prestigiar o grande Imperador do Brasil, Dom Pedro Il, Luís Felipe Belmonte decidiu nomear o time de Real Futebol Clube, para homenagear o monarca e manter a ligação com o nome original.

Mas para não sermos injustos, a gente destaca aqui o que o Real Brasília traz para a Copa do Brasil de 2021.

O time obteve a vaga graças ao terceiro lugar no Campeonato Brasiliense de 2020. Por coincidência, o Gama, campeão metropolitano, também conseguiu a vaga, repetindo o que rolou na Copa do Brasil de 2000.

O principal reforço do clube é um nome bem conhecido: Deola, goleiro revelado pelo Palmeiras com passagens por clubes como Guarani, Vitória, Villa Nova e America-RJ. O time também anunciou as chegadas do zagueiro Felipe Marcelino e do atacante Junnior Batata. O técnico é Edson Souza.

Na primeira fase da competição, o time recebe nesta quinta-feira (11) o América de Natal, em jogo às 15h30 no estádio Serra do Lago, em Luziânia (GO).

Comentários