Agora vai? O promissor retorno do União São João aos gramados

Imagem: Repórter Beto Ribeiro/Reprodução
2.840

Em 2014, o União São João disputou pela primeira e única vez a Segunda Divisão do Campeonato Paulista. Eliminado na terceira das quatro fases do certame, afastou-se dos gramados profissionais desde então. A partir daí, todos os anos, a possibilidade de um retorno do clube aos gramados profissionais é certeza de burburinho.

Bem, o dia chegou. Em 2021, o União São João voltou aos gramados.

A novidade foi anunciada em 20 de agosto, em uma solenidade na cidade de Araras. Entre os presentes, estavam o presidente do clube, José Mário Pavan; o prefeito ararense, Pedro Eliseu Filho (PSDB); e o secretário municipal de Esportes, Douglas Marcucci.

Publicidade

O retorno do União São João é fruto de uma parceria do clube com a Prefeitura de Araras. Por um lado, o clube cede suas estruturas ao Executivo municipal para ações sociais ligadas ao fomento do esporte. É o projeto Esporte Para Todos, que oferecerá gratuitamente a crianças e jovens a prática de esportes, com aulas ministradas por educadores físicos a Secretaria de Esportes.

Ao longo da solenidade, o prefeito Pedrinho Eliseu se mostrou animado com a iniciativa, que classificou como “um programa não só esportivo (…) mas também social”. Em seu discurso, apontou mais de uma vez o União São João como um “embaixador” da cidade para São Paulo e para o Brasil.

“Nós vamos assinar um termo de parceira entre a Prefeitura Municipal de Araras, através da Secretaria Municipal de Esportes (…), através do qual o município vai poder utilizar a estrutura para que nossas crianças e adolescentes possam desenvolver atividades esportivas multiplas”, anunciou.

Embora a Prefeitura tenha deixado claro que a expectativa não é gerar atletas de alto rendimento, o secretário Douglas Marcucci também se mostrou animado com o projeto.

“O estádio Hermínio Ometto, casa do verdão de Araras, conta uma estrutura difícil de encontrar em outras cidades da região, com campos de futebol, pistas de atletismo, quadras de areia, entre outros espaços que utilizaremos para a prática esportiva e também para realização de eventos que visam o fomento do esporte em nossa cidade, principalmente na vida de crianças e jovens”, afirmou Marcucci.

“A parceria visa o fomento ao esporte e também um melhor aproveitamento desse espaço, que é tão importante para a história de Araras. Mais do que isso, é uma forma de oferecer novas oportunidades e possibilidades para nossas crianças e jovens, por meio desse instrumento tão importante de educação, disciplina e dedicação. O esporte muda vidas, acreditamos nisso e lutaremos para que realmente seja uma possibilidade em nossa cidade”, acrescentou.

Leia também:

Na solenidade, os envolvidos anunciaram também a volta do União São João às competições da Federação Paulista de Futebol, sinalizando um apoio da Prefeitura como contrapartida à cessão das estruturas para o projeto social.

José Mario Pavan fez questão de chamar seu vice-presidente, Antonio Carlos Beloto, para a entrevista coletiva da solenidade do dia 20 de agosto. Em seu pronunciamento, Pavan fez diversos agradecimentos e deixou claro que os planos de retorno são antigos, e já contavam com o apoio de Pedrinho Eliseu.

“O União São João não é meu, nao é do Beloto. É um patrimônio de Araras. Eu não vou levar o União São João para mim”, afirmou o presidente do clube.

Não que os problemas estejam todos solucionados. A própria Prefeitura de Araras anunciou em seu site que, ao pedir afastamento em 2015, o União tinha uma dívida estimada em R$ 15 milhões. E Pavan, durante a transmissão ao vivo da coletiva, afirmava que a live tinha também a intenção de “acalmar os credores”.

“É uma guerra diária”, explicou ele, com planos de revelar jogadores para futuras negociações que possam aliviar os cofres da equipe. “Eu não quero morrer sem pagar todo mundo”, acrescentou.

Segundo os presentes no anúncio, as perspectivas para 2022 incluem a presença na Copa São Paulo de futebol júnior e a disputa da Segunda Divisão do Campeonato Paulista, já com o time profissional. Em 2021, o clube disputa as categorias sub-15 e sub-17 do Paulista.

Na estreia, o União somou três pontos nas duas categorias, mas de maneira inesperada: a Itapirense, rival nas categorias, não inscreveu atletas suficientes para os jogos e acabou derrotada por WO.

O clube volta a campo no sábado (4), quando encara o Brasilis pelos dois campeonatos.

Comentários