7 clubes tradicionais que retornam à Segunda Divisão Paulista em 2021

Arte/UD
8.812

No dia 21 de agosto teremos o pontapé inicial para a edição 2021 do Campeonato Paulista Segunda Divisão, também conhecida como Bezinha ou Segundona Paulista, que corresponde à quarta divisão do futebol estadual. Competição que além de ser tradicionalíssima, contém sempre muitas histórias alternativas, apesar de, já há alguns anos, ser disputada apenas por atletas sub-23.

Leia também:

Neste ano, faremos uma cobertura toda especial, com lives semanais toda segunda-feira, falando sobre as rodadas de final de semana, além de outros detalhes que envolvem umas das competições mais alternativas e charmosas do futebol paulista.

Publicidade

Em 2021, teremos 30 clubes divididos em 5 grupos, uma diminuição de 5 equipes em relação ao último ano, mesmo assim, tivemos alguns retornos que merecem ser destacados.

Neste texto falaremos de 7 times que voltam a competição depois de um tempo fora das competições. Confira:

 

Catanduva Futebol Clube

catanduvafc
O Catanduva Futebol Clube volta a disputar a Segundona depois de ficar ausente na edição de 2020 — no ano de 2021, será a terceira participação da equipe na competição. A última participação da equipe foi em 2019, quando parou na terceira fase, melhorando a participação no ano anterior, quando fez a sua estreia — naquela oportunidade, o Catanduva parou logo na primeira fase.

Aliás, não confundir o Catanduva, com seu maior rival, o Grêmio Catanduvense, que também estava presente na edição da Segundona em 2018 e 2019, mas que se encontra licenciado da competição desde então.

O clube, fundado em 2018 pelo atual prefeito da cidade, Padre Osvaldo, está no Grupo 1, recordista de “retornos”. Das seis equipes deste grupo, três deles voltam a disputar a Bêzinha após serem ausência em 2020.

O Santo, como é conhecida a equipe, contará com uma parceria com o Novorizontino, equipe da cidade vizinha, para tentar o acesso à Série A3. Inclusive, o técnico da equipe, Rafael Stucchi, de 35 anos, já trabalhou nas categorias de base do tigre.

Na pré-temporada, a equipe encarou o XV de Jaú e o Grêmio São-Carlense, duas equipes que irão disputar o campeonato. No primeiro jogo, derrota por 3 a 1, de virada, e na segunda partida, vitória por 2 a 1. A equipe faz sua estreia no próximo dia 22, contra o Fernandópolis.

 

Fernandópolis Futebol Clube

fernandópolisfc2019Aproveitando a brecha dada pelo Catanduva, falaremos sobre o Fernandópolis, outra equipe que retorna para a edição de 2021 da Bezinha, após ter ficado de fora em 2020 por conta da pandemia.

O Fefecê, como é conhecido, é uma das equipes que mais finais da competição participou, com três no total. Em 1979 e 1994 acabou ficando com o título, e foi vice em 2015.

Depois do rebaixamento na A3 de 2016, se licenciou e ficou de fora da edição seguinte, retornando para 2018, quando parou na primeira.

Já em 2019, a equipe foi muito bem, liderando todos os grupos em que esteve, na primeira, segunda e terceira fase. Chegou para as quartas de final com moral e eliminou o Rio Branco de Americana, outro clube que estará na edição de 2021. Contudo, nos duelos decisivos pelo acesso, contra o Marília, acabou sendo superado.

A equipe vem se reforçando bem, com jogadores que disputaram a Série A3 e também a Bêzinha de 2020 por outras equipes, prometendo ser páreo duro neste Grupo 1. Além disso, anunciou uma novidade: o estádio Cláudio Rodante, também conhecido por Ninho da Águia, agora terá o nome de Arena Flash, em acordo firmado pelo naming rights.

 

Esporte Clube União Suzano

ecusVoltando após uma ausência de cinco anos, a maior entre os clubes que retornam, o ECUS Suzano tenta se firmar novamente na última divisão do futebol paulista. Em 2015, sua última participação na Segundona, a equipe acabou com a segunda pior campanha e quer apagar a má impressão deixada.

Logo na estreia, o ECUS encara outro União, o de Mogi das Cruzes, clube que não vence uma partida desde 2017 e promete ser um dos atrativos nesta temporada.

Outro fato interessante envolvendo a equipe na competição, será o duelo entre os “gêmeos” da cidade de Suzano, ECUS e USAC, que possuem em sua sigla o nome de União Suzano. Inclusive, dois anos após se licenciar, foi anunciada pela prefeitura da cidade a união entre os “União” (um baita trocadilho, diga-se de passagem).

Ambos os clubes se juntariam e formariam o Sport Clube Suzano, contudo, a fusão não se concretizou, o USAC continuou disputando a competição, enquanto o ECUS permaneceu licenciado até que anunciou o retorno para 2021.

A equipe ainda foi uma das mais fortes do Brasil no voleibol masculino, tendo vencido três vezes a SuperLiga e dez vezes o Campeonato Paulista.

 

Mogi Mirim Esporte Clube

574px Mogi Mirim Ec.svg

Uma das equipes mais tradicionais e importantes do futebol paulista, o Mogi Mirim voltará a disputar a Segundona, após uma ausência de dois anos das competições.

O Sapão, depois de ter sido rebaixado na Série A3 de 2018 com a pior campanha, se licenciou das competições e muitos torcedores temiam que a equipe acabasse sendo um novo União São João, mas o clube anunciou o retorno para a disputa de 2021.

Um detalhe é que o retorno acontece, pouco mais de um ano após o falecimento do técnico, Oswaldo Alvarez, o Vadão, que comandou a equipe entre 1992 e 1994, no chamado “Carrossel Caipira”, em referência ao futebol ofensivo praticado, semelhante ao do Carrossel Holandes.

O que foi o Carrossel Caipira, de Vadão e Rivaldo, no Mogi Mirim?

Porém, a situação da equipe ainda é bem complicada. Com inúmeras dívidas, a presença da equipe acabou sendo confirmada de última hora e a inscrição de atletas também demorou muito para acontecer.

Na preparação para a competição, um duelo tradicional entre Mogi Mirim x Paulista, que acabou com vitória para o time de Jundiaí: 1 a 0. Aliás, vale aqui a lembrança de 20 anos atrás quando ambas as equipes que estarão na Segundona, conseguiram acessos na Série C do Brasileirão.

O Paulista, na época como Etti Jundiaí, foi o campeão, com o Mogi Mirim ficando com o vice.

O Mogi Mirim terá como treinador André Alves, que comandou o Bandeirante de Birigui no acesso da equipe em 2020, e também, na campanha da Série A3 de 2021, com a 11ª posição para o Leão da Noroeste

A equipe treinada por André Alves estreia no dia 22 de agosto contra o São Carlos Futebol Clube, em mais um duelo que reúne duas equipes que retornam à Segundona em 2021.

 

São Carlos Futebol Clube

saocarlosfcMesmo com uma história relativamente curta, o São Carlos FC já venceu em duas oportunidades a Segundona Paulista — 2005 e 2015 — além de ter chegado na Série A-2 com apenas 8 anos de existência, em 2012. O clube fundado em 2004 estará de volta para a disputa da competição em 2021, após anunciar a desistência na temporada passada por conta da pandemia.

Após o título da competição em 2015, o Sanca ficou na Série A-3 entre 2016 e 2019, quando acabou sendo rebaixado para a última divisão estadual, ou seja, a equipe pode se orgulhar em dizer que na sua última participação foi campeão.

Inclusive, o treinador da equipe é o mesmo da conquista de 2015: Marcos Campagnollo, retorna ao clube após passagem pelo Rio Branco.

Outra expectativa envolvendo a Águia do Vale é a disputa do primeiro dérbi da cidade contra o Grêmio São-Carlense. Vale ressaltar que o Grêmio São-Carlense passou por uma situação semelhante ao Novorizontino, pois acabou sendo “extinto” em 2005 e refundado em 2016 quando a outra equipe da cidade disputava a Série A-3.

Como falamos anteriormente, o São Carlos estreia na Segunda Divisão no dia 22 de agosto, às 10h, contra o Mogi Mirim, em casa. Na mesma chave dos dois times, o Grupo 3, também estão Grêmio São-Carlense, Independente de Limeira, Rio Branco e Itapirense.

 

Associação Esportiva Santacruzense

Bra Sp Santacruzense

Completando 90 anos em 2021, a Associação Esportiva Santacruzense também retorna para a edição de 2021 do Campeonato Paulista Segunda Divisão.

Na sua última participação, em 2019, a equipe da cidade de Santa Cruz do Rio Pardo não conseguiu passar para a segunda fase, ao ficar na penúltima posição do Grupo 4.

A equipe contará com Celinho, que já foi zagueiro da equipe em quatro temporadas no final dos anos 2000, como comandante na luta por uma vaga, ao menos, na segunda fase.

A equipe tem uma história bem alternativa e que merece sempre ser lembrada. Em 2006, em um jogo válido pela Copa Paulista contra o Atlético de Sorocaba, a Santacruzense perdia por 1 x 0, quando aos 44 minutos do segundo tempo, após o atacante Samuel tentar a finalização, mas acertar a rede pelo lado de fora, o gandula que ficava atrás do gol pegou a bola, entrou em campo e chutou-a para dentro do gol.

Na sequência, o goleiro do Atlético Sorocaba pegou a bola e se preparou para cobrar normalmente o tiro de meta. Contudo, a árbitra da partida estava de costas e não viu o que havia acontecido. Conclusão: ela vai até o goleiro, pega a bola, e aponta para o meio dando o gol. Por toda a confusão o gol ficou conhecido como “gol do gandula”.

A confusão foi geral, o jogo terminou empatado em 1 x 1, e o Atlético de Sorocaba perdeu a liderança do grupo justamente para o Santacruzense. Obviamente, a partida foi parar no tribunal, mas o julgamento manteve o gol do gandula que não existiu.

A Locomotiva joga pela primeira vez no próximo dia 22, quando visita o Assisense, em confronto válido pelo Grupo 2, que ainda conta com Grêmio Prudente, VOCEM, XV de Jaú e Osvaldo Cruz.

 

Clube Atlético Taquaritinga

Uma das equipes mais tradicionais do interior paulista, o CAT, como também é conhecido o Clube Atlético Taquaritinga, é mais uma das que integram o Grupo 1 a estarem de volta às atividades profissionais no ano de 2021.

A equipe, inclusive, é uma das poucas a já ter conquistado todas as divisões de acesso do futebol paulista, já que foi campeão da Segundona no ano de 1997, da A3 em 1964, além da A2 em 1982 e 1992.

Na última participação, em 2019, o clube não passou da primeira fase e busca melhorar o desempenho obtido naquela oportunidade. O Leão da Araraquarense contará com uma dupla que conhece muito da competição: Pinho e Carlinhos Alves.

A princípio, Pinho, que possui nada menos que sete acessos no Campeonato Paulista da Segunda Divisão, havia sido anunciado como treinador da equipe para a temporada de 2021. Contudo, por questões familiares, a equipe mudou a função dele para a de Coordenador Técnico e acabou assinando com Carlinhos Alves, outro nome que conhece muito bem os caminhos para o acesso — ele tem no currículo o título da competição, em 2014 com o Nacional, e o acesso em 2015 com o Olímpia .

O clube tem sido muito ativo nas redes sociais, com anúncio de programa de sócios torcedores, lives, divulgação de venda de camisas, entre outras ações que visam engajar o torcedor Cateano junto ao clube, em busca do acesso.

O CAT é mais um que joga no domingo, dia 22 de agosto. O tricolor vai até Bebedouro encarar a Inter, visando largar com o pé direito em um grupo que promete muito equilíbrio.


O canal do Última Divisão no YouTube terá lives todas as segundas-feiras, às 19h, com os destaques das rodadas da Segundona Paulista 2021. Assine nosso canal e interaja com a gente por lá.  Além disso, você também poderá conferir as nossas lives em formato de podcast nas principais plataformas:

 

Comentários