10 seleções ‘intrusas’ que jogaram a Copa América

Divulgação/Conmebol
129

2021 é ano de mais uma Copa América, que, apesar dos pesares, é uma competição com muita história. Afinal, estamos falando do mais antigo torneio de seleções ainda em disputa no mundo todo.

Desde os tempos de Campeonato Sul-Americano, as seleções da Conmebol fazem um torneio tradicional, cheio de craques. Mas a gente nem sempre se lembra que a Copa América já foi disputada por algumas seleções de fora da América do Sul.

Você se lembra de todas as seleções da América do Norte, da América Central e da Ásia que já disputaram a Copa América? É o que vamos recordar em detalhes a seguir:

 

Publicidade

Austrália

A gente abre essa lista com um caso curioso: a Austrália, que nunca participou, mas que ficou perto de participar.

Em 2019, foi noticiado que a equipe participaria da competição que originalmente aconteceria em 2020. Só que veio a pandemia da Covid-19 e os australianos acabaram desistindo do torneio, que foi adiado para 2021.

O sim da Austrália, que depois virou um não, foi o mais próximo de uma série de participações que foram cogitadas na época. Espanha, Portugal, Itália, China e Rússia também foram especuladas para a fatídica edição.

 

Haiti

Lembra da participação do Haiti na Copa América?

Aconteceu em 2016, na Copa América Centenário, disputada nos EUA. O Haiti foi convidado com base na participação na Copa Ouro do ano anterior, quando chegou às quartas de final.

Na Copa América, o Haiti caiu no Grupo B, o mesmo do Brasil. Inclusive, no confronto entre os dois times pela segunda rodada, o Brasil venceu por 7 a 1, com três gols de Philippe Coutinho.

Mas o torneio foi ruim para as duas seleções, eliminadas ainda na fase de grupos. Pior para o Haiti, que só disputou aquela edição.

 

Jamaica

A Jamaica participou duas vezes da Copa América, ambas recentes e sem muito brilho.

A primeira foi em 2015, no Chile, como convidada. E não empolgou: caiu no mesmo grupo de Argentina, Paraguai e Uruguai, e foi lanterna com três derrotas.

Na derrota por 1 a 0 para a Argentina, o atacante Deshorn Brown protagonizou uma cena legal ao tirar uma selfie em campo com o Lionel Messi.

Na Copa América Centenário, em 2016, os jamaicanos entraram como campeões da Copa do Caribe de 2014. Mas se despediu de novo com três derrotas, para Venezuela, México e Uruguai.

 

Japão

A participação do Japão na Copa América de 1999, no Paraguai, é lembrada mais pelo caráter inusitado, já que a campanha foi bem mediana.

Os Samurais Azuis conseguiram um empate com a Bolívia, mas perderam para Paraguai e Peru, dando adeus na primeira fase.

Aquela seleção do Japão, no entanto, contava com nomes conhecidos, em especial o atacante brasileira naturalizado japonês Wagner Lopes.

Depois, em 2019, o Japão participou de novo da Copa América e de novo foi eliminado na fase de grupos. Perdeu por 4 a 0 para o Chile, mas conseguiu dois empates contra Uruguai e Equador.

Assim como a Jamaica, o Japão nunca venceu um jogo na Copa América.

 

Catar

O Catar foi escolhido país-sede da Copa do Mundo de 2022. E como preparação, disputou a Copa América de 2019 como convidado.

Não foi uma participação das mais empolgantes. O time empatou com o Paraguai por 2 a 2 na estreia, mas depois perdeu para Colômbia e Argentina e caiu já na fase de grupos.

O Catar participaria também da Copa América de 2020/2021. Mas, com a pandemia do novo coronavírus, eles também preferiram desistir da disputa.

É mais uma seleção que nunca venceu um jogo em Copa América até aqui.

 

Panamá

O Panamá outro caso de seleção da CONCACAF que disputou a Copa América Centenário. No caso, também com base na participação da Copa Ouro anterior.

Ao menos, em sua única participação, os panamenhos conseguiram uma vitória. Logo na estreia, fizeram 2 a 1 na Bolívia.

Mas os centro-americanos não tiveram muita sorte depois: o time perdeu por 5 a 0 para a Argentina e 4 a 2 para o Chile. No fim, o Panamá foi eliminado.

Curiosamente, chilenos e argentinos, os algozes do Panamá, foram os finalistas do torneio.

 

Honduras

Na única participação de Honduras em Copa América até aqui, o estrago foi grande. Você certamente se lembra bem.

Foi em 2001, em edição disputada na Colômbia. E na primeira fase, os hondurenhos passaram em segundo lugar de um grupo equilibrado, atrás da Costa Rica. O Uruguai, terceiro colocado, também passou.

Na chave, Honduras conseguiu duas vitórias, sobre Bolívia e Uruguai. Todos os gols da equipe no grupo foram marcados por Amado Guevara.

Mas aí veio aquele jogo: pelas quartas de final, Honduras eliminou o Brasil com uma vitória por 2 a 0, o que aumentou a crise na seleção brasileira de Luiz Felipe Scolari. Nomes como Cris e Eduardo Costa acabaram muito marcados por aquela eliminação.

Honduras, que não tinha nada com aquilo, foi às semifinais, mas acabou derrotada. Por fim, disputou o terceiro lugar contra o Uruguai e levou a melhor nos pênaltis. Nada mal, né?

 

Estados Unidos

Os Estados Unidos disputaram quatro vezes a Copa América até aqui, e com algumas participações dignas de destaque.

A primeira foi em 1993, no Equador, que não empolgou muito. O time disputou três jogos e foi lanterna da chave, tendo como melhor momento um empate com a Venezuela por 3 a 3.

Mas o desempenho foi bem melhor na participação de 1995, quando o torneio foi jogado no Uruguai. Os americanos lideraram o grupo deles na primeira fase, à frente de Argentina, Bolívia e Chile. Depois, eliminou o México nos pênaltis nas quartas de final e só caiu nas semifinais, perdendo para o Brasil por 1 a 0. No fim, perdeu o terceiro lugar para a Colômbia.

Veio depois a participação em 2007, na Venezuela, sem qualquer brilho. Na fase de grupos, o time perdeu os três jogos que disputou e acabou eliminado como lanterna.

Por fim, veio a Copa América Centenário, em 2016. Os Estados Unidos foram anfitriões e empolgou um pouco mais. Na fase de grupos, foi líder do grupo e eliminou Costa Rica e Paraguai. Depois, passou por Equador nas quartas e caiu só nas semifinais, contra a Argentina. Por fim, perdeu para a Colômbia a disputa pelo terceiro lugar.

 

Costa Rica

A Costa Rica participou cinco vezes da Copa América, mas sempre com desempenhos discretos.

Em três edições, os Ticos foram eliminados na fase de grupos: 1997, 2011 e 2016.

Nas melhores participações, em 2001 e 2004, a Costa Rica chegou às quartas de final. Na primeira, foi eliminada pelo Uruguai. Na segunda, pela Colômbia.

Como destaque, fica a campanha de 2001, quando a Costa Rica teve o vice-artilheiro da competição: Paulo Wanchope, com cinco gols, um a menos que o colombiano Aristizábal.

 

México

O México disputou 10 edições consecutivas da Copa América entre 1993 e 2016. A gente quase esquece, mas o time participa do torneio como convidado.

E as campanhas foram bastante significativas ao longo da história. O time foi duas vezes à final, perdendo ambas: em 1993 para a Argentina e em 2001 para a Colômbia.

O México ainda foi eliminado outras três vezes nas semifinais: em 1997, para a Bolívia, em 1999, para o Brasil, e em 2007, para a Argentina.

Mas as participações mais recentes foram mais apagadas. Em 2011 e 2015, o time não venceu jogos e caiu na fase de grupos. Em 2016, na Copa América Centenário, foi só às quartas de final.

Comentários