10 maiores contratações do Mercadão Alternativo 2017

Acabou mais uma janela de transferências do Mercadão Alternativo. Pela terceira temporada consecutiva, o Última Divisão fez um grande registro de transferências inusitadas que rolaram pelo Brasil inteiro. Em geral são nomes de jogadores que passaram pelos maiores clubes do Brasil e agora foram contratados para jogar em divisões inferiores.

Desta vez aconteceu um recorde. Em 2015, o Última Divisão registrou 234 contratações alternativas. Em 2016, foram 269. Desta vez foram 295 “reforços” (tem que ser com aspas mesmo!) para aqueles times que quase nunca recebem grande destaque da mídia.

Mas aqui no UD eles são os protagonistas, então foi feita uma lista final para destacar os melhores momentos do Mercadão Alternativo 2017. Não é fácil eleger apenas dez contratações bizarras. Mas, com critérios bem relativos, aqui está a minha. Dê uma olhada na tabela e faça a sua também.

10º Wellington Saci no Madureira

Saci, Jeferson Maranhão, Geovane Maranhão e Alex Moraes

Entra na lista por ser uma contratação folclórica, em vários sentidos. Além disso, ele tem jogado com frequência em um time que surpreendeu bastante na Taça Guanabara: superou o Botafogo na classificação da fase de grupos e deu muito trabalho antes de ser eliminado pelo Fluminense.

PUBLICIDADE

9º Léo Gago no Cianorte

Há menos de três anos ele estava em time grande. Já passou por Vasco, Coritiba, Grêmio, Palmeiras e Bahia. Mas o final de carreira começou a ser marcado por transferências alternativas. Em 2016, jogou por Itumbiara, Sampaio Corrêa e Iguaçu. Agora ele faz boa campanha no Paranaense com o Cianorte.

8º Bernardo no Botafogo-SP

Esse enganou bastante gente. Jogou como promessa no Cruzeiro, Vasco, Santos, Ceará e até o ano passado tentou jogar na Série A, pelo Coritiba. Sem dar certo, agora tem a chance de se recuperar em um clube da Série C que está em alta.

Leia Também  Mauro Pinheiro: o eterno Senador

7º Edson Silva no Mirassol

Apesar de ter sido muito criticado no São Paulo, teve uma passagem longa por lá. Era fácil imaginar que, quando ele voltasse de uma passagem pelo Estrela Vermelha-SER, seria contratado por um clube da primeira ou segunda divisão. Mas ele foi parar no interior paulista e tem ajudado o Mirassol a ser a principal surpresa no estadual até agora.

6º Rodrigo Tiuí no River-PI

O futebol piauiense é um dos piores do Brasil e dificilmente atrai atletas com alguma popularidade. Tiuí nunca mostrou ser o jogador que muitos esperavam em Xerém, mas estava no Japão há dois anos e resolveu voltar para jogar exatamente no River-PI. Com ele o time tem feito um bom papel na Copa do Nordeste.

ESQUADRÃO ALTERNATIVO – O time que mais “contribuiu” para o Mercadão Alternativo foi o Boavista. Com Joel Santana no comando, o time conseguiu 12 contratações de jogadores que são famosos, mas estavam em baixa. Exemplos: goleiro Felipe, zagueiro Antônio Carlos, lateral Pedro Botelho, meia Fellype Gabriel e atacante Leandrão. As outras equipes que mais fizeram contratações alternativas foram: Portuguesa (9), Náutico (8), Red Bull Brasil (8) e Santa Cruz (7).

5º Kim Jae Wook (COR) no Patrocinense

Contratações de estrangeiros que vão para times menores também aparecem no Mercadão. E essa chama muita atenção, por ser um coreano que ainda nem mostrou nada por aqui. Jogou nas categorias de base do Guarani e agora vai disputar a segunda divisão do Campeonato Mineiro.

4º Rentería (COL) no Tubarão

O colombiano tem muita rodagem internacional e ainda está com 31 anos. Mesmo assim topou ir para um time que tem um projeto ousado: quer se tornar um dos 40 maiores clubes do país até 2025. Já contamos com detalhes esse projeto do Tubarão. Por enquanto a realidade do time é encontrar regularidade no Campeonato Catarinense e fugir da parte de baixo da tabela.

Leia Também  Dez curiosidades sobre o futebol romeno

3º Adriano Gabiru no Taboão da Serra e no Tupi de Crissiumal

Depois da “quase morte” em 2016, o herói do Internacional no Mundial de Clubes de 2006 resolveu retomar a carreira aos 39 anos. E voltou com todo lado alternativo que sempre esteve presente: primeiro fechou com o clube paulista e foi apresentado em uma padaria. Fez poucos jogos e logo saiu. Então acertou para voltar ao futebol gaúcho e disputar a segunda divisão estadual.

2º Brandão no Tricordiano e no Londrina

É um jogador que teve razoável sucesso na Europa (no chato futebol francês, mas que hoje serve como grife) e saiu do Bastia-FRA direto para o Tricordiano. O começo da temporada foi um fracasso, inclusive com a saída precoce (e prisão) do técnico Edinho (sim, aquele, filho do Pelé e ex-goleiro do Santos). Então ele partiu para um projeto maior e deve disputar a Série B pelo Londrina.

1º Loco Abreu (URU) no Bangu

É um dos jogadores mais carismáticos dos últimos anos em um dos clubes mais carismáticos do Brasil. E apesar dos 40 anos do uruguaio, deu certo: ele fez gol nos três primeiros jogos e mostrou que pode ser muito útil ao Bangu. Quem sabe pode ser útil até para o Botafogo? Loucura?

Por fim, quero agradecer a todos leitores que ajudaram a fazer o Mercadão Alternativo com várias dicas de contratações, principalmente a Marcelo Senna. Sem vocês não seria possível.